terça-feira, 26 de setembro de 2017

Lado A Discos entrevista Fran Rosas.


1 - Como a música entrou na sua vida?
 Acho que é mais fácil responder como minha vida entrou na música, rsrsr…. Canto desde muito cedo. Em família, eu e minhas irmãs cantávamos desde pequenas no colégio, em festivais e shows pelo Paraná. Isso contribuiu muito para a escolha da minha carreira, sempre soube que eu seria das artes, que queria ser cantora. Embora eu tenha mudado um pouco o percurso ao me formar em Dança pela FAP, e trabalhar como artista plástica, rsrsr, logo retornei ao meu objetivo principal: viver a música. Estas outras expressões artísticas foram gratas surpresas em minha vida, pois ajudou na construção da artista que sou hoje.

2 - "Lume" é seu primeiro álbum? Conte um pouco sobre a sua carreira.
Lume é meu primeiro álbum. Porém minha carreira se iniciou bem antes deste trabalho. Costumo dizer que minha trajetória, digamos profissional, se iniciou em 2012 aqui em Curitiba, onde tive contato com a música de diversos compositores da cidade e me envolvi profundamente com este universo. O resultado foram shows bastante importantes para a minha carreira onde tive oportunidade de levar a minha música para outros estados como São Paulo e Rio. Lume é a síntese de toda essa experiência ao longo de cinco anos. Traz algumas canções dos meus primeiros shows e outras inéditas. Este trabalho traduz também muito do que sou e a versatilidade que busco. Gosto de ser livre ao pensar em estilo musical e temas. E o Lume é exatamente isso, diverso, leve, profundo e descontraído. 

3 - Sua música é bastante sofisticada, tem jazz, sopros, MPB. Como você organizou essas linguagens para a sua própria música?
Trazer esta diversidade estilista para os arranjos do disco não foi uma tarefa simples. Dei muito trabalho para o produtor, rsrsrs… Sempre gostei da possibilidade de escolher meu repertório primeiro pelas letras, me preocupo muito em como quero me comunicar poeticamente, isso naturalmente traz canções de gêneros diferenciados. Apesar de ter muitas influências, a identidade foi preservada mantendo uma sonoridade uniforme dos instrumentos. Além disso, todas as músicas conservam uma levada (ritmo) estruturalmente similares que mantém a coerência entre os arranjos e dão, ao mesmo tempo, o toque de modernidade. 

4 - São composições suas? Houve parcerias? E os arranjos, como foram feitos?
Neste trabalho sou intérprete. O disco conta com 14 compositores e acho incrível essa possibilidade de unir em um só trabalho tantos universos poéticos. Considero a interpretação uma grande responsabilidade, pois ao imprimir minha marca, o meu ponto de vista e expressá-la de forma tão íntima, assumo também um certo tipo de autoria daquela canção. Isso é um grande privilégio para mim e uma generosidade admirável do compositor ao me confiar sua arte.
Os arranjos começaram muito antes da concepção do disco. Meus shows serviram como laboratório criativo para muitas músicas deste trabalho. Desde 2012, meu principal parceiro, Rafael Rosas assina os arranjos e a produção dos meus projetos e para este álbum, o processo foi bastante minucioso, tudo foi escrito, começando com pré-produções e só depois é que os músicos entraram em estúdio para gravar o que já estava concebido. Isso tudo levou aproximadamente um ano e meio de trabalho. Eu particularmente gostei bastante desta forma de arranjar,  pois embora demore mais, temos maior previsão do resultado final. A sonoridade do disco aproximou-se bastante do que esperávamos.  

5 - Quais os planos para o futuro? Onde pretende chegar com o álbum? 
Meus planos são sempre atingir o maior número de pessoas possível que se sensibilizem com minha arte e que sejam realmente tocadas. Só aí já seria o projeto de uma vida inteira de trabalho contínuo e já valeria toda a empreitada. Com este álbum, pretendo fazer alguns shows pelo Brasil e quem sabe mundo afora. Gosto muito da interação e da energia que o ao vivo proporciona.  

6 - Fran, fique a vontade para suas últimas considerações, deixar contatos, redes sociais, agenda de shows e o que mais achar necessário.
No dia 30 de Setembro faço o show de lançamento do disco no Teatro Sesc da Esquina, em Curitiba, às 20:00hs.  Será um momento bastante especial e que estamos preparando com todo carinho. Próximos shows serão anunciados em breve pelas minhas redes sociais:

facebook.com/FranRosasOficial
Instagram.com/franrosas
site: www.franrosas.com.br
contato@franrosas.com.br

Ouça Fran Rosas em Anéis de Flor do seu primeiro álbum Lume.

2 comentários: